Mutirão de Castração chega à região do Ana Paula Eleutério

Mundo Pet 31 ago / 2018 às 16:59

Os moradores da região do Ana Paula Eleutério (Habiteto) poderão cadastrar seus animais a partir de segunda-feira (3) para participar gratuitamente da próxima etapa do Mutirão de Castração de cães e gatos. Desta vez, oito bairros serão beneficiados com a ação do Governo Municipal. A inscrição ocorrerá até o dia 6 de setembro e novamente no dia 10, sempre das 9h às 12h e das 13h às 16h, no Território Jovem, localizada na avenida Itavuvu, 7.345.

Promovido pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Seção de Proteção e Bem-estar Animal da Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins (Sema), o mutirão será realizado até fevereiro de 2019 em diferentes bairros da Zona Norte. “O nosso objetivo é reduzir a população de animais abandonados e prevenir doenças, assim como promover a melhoria da qualidade de vida dos animais domésticos”, afirma o secretário da Sema, Jessé Loures.

De acordo com a Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins, a ação contemplará os bairros Ana Paula Eleutério (Habiteto), Herbert de Souza, Itavuvu, Aldeia dos Laranjais, Jardim Santa Esmeralda, Jardim dos Eucaliptos, Jardim Renascer e Jardim Santa Paulínia.

Os moradores que se inscreverem levarão os seus animais de estimação para as cirurgias de castração nos dias 11, 12 e 13 de setembro.

As vagas são limitadas. Para realizar a inscrição o tutor deve levar RG, CPF e um comprovante de residência atual. Mais informações podem ser obtidas de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, pelo telefone (15) 3202.8006.

 

Por que castrar?

A castração, além de ser o método mais garantido para o controle populacional de animais domésticos, também diminui a probabilidade de doenças, como tumor de mama, tumor de próstata, além de doenças infectocontagiosas.

Já a identificação por microchip permite a responsabilização, a possibilidade de devolução de animais perdidos ou abandonados, contribuindo para o bem-estar dos animais e da população, além de diminuir o risco de transmissão de doenças e agravos de saúde. O microchip ainda vai possibilitar a formação de um banco de dados para futuramente nortear as políticas públicas ligadas ao bem-estar animal em Sorocaba.


Mais Notícias