Sias apresenta programa “Entre-laços”

Sorocaba 08 nov / 2019 às 16:47

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Igualdade e Assistência Social (SIAS), lançou, na última quarta-feira (6), o programa “Entre-laços”. Contando com a presença de cerca de sessenta pessoas, entre autoridades e munícipes, o evento – realizado na sede da Sias, serviu para que fossem apresentados os objetivos do programa, conhecido também como “Guarda Subsidiada”. A proposta é o atendimento de crianças e adolescentes que estejam afastados da família de origem e inseridos em acolhimentos institucionais, possibilitando a oferta de cuidados e proteção de outros membros da família, gerando o desacolhimento, ou seja, a sua saída da instituição onde tenha sido acolhida.

“Guarda subsidiada é você pegar a família extensa daquela criança e inserí-la dentro da casa de algum familiar. O Município vai dar uma ajuda financeira para essa família poder ficar com essa criança ou adolescente”, disse o secretário de Igualdade e Assistência Social, Paulo Soranz. O programa de orientação e subsídio já conta com oito famílias em processo de aprovação para receber a ajuda da Prefeitura, definida em salário mínimo.

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), por meio do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FUNCAD), implementou o “Entre-Laços” e, dez famílias deverão receber esses recursos nos dois primeiros anos de execução do programa.

Segundo explicou a chefe de divisão da Proteção Social Especial, Juliana de Brito de Lima, a expectativa é de início já para o mês de dezembro, “Dentro do Plano Municipal de Reordenamento e Expansão Qualificada dos Serviços de Acolhimento de 2014, de crianças e jovens até os 21 anos, existia essa proposta do Entre-laços, que seria a expansão qualificada. E é ele quem traz uma expansão qualificada do atendimento das medidas de proteção às crianças e adolescentes sorocabanos”, contou Juliana.

No evento de quarta-feira, as autoridades explicaram que cabe aos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS) avaliar a situação de cada jovem e cada família que quer acolhê-lo, com as equipes especializadas, sendo levado ao Judiciário que deve, ou não, deferir a proposta de dar a guarda à família, autorizando a criança a deixar o abrigo.

Para mais informações sobre o “Entre-laços” é possível entrar em contato com a Secretaria de Igualdade e Assistência Social pelo telefone (15) 3212-6900.


Mais Notícias