Santa Casa de Sorocaba recebe acelerador linear para o tratamento de radioterapia

Saúde 01 out / 2018 às 08:39

Secretária da Saúde esteve presente para conferir aparelho que poderá atender mais de 50 pacientes por mês de Sorocaba e região

 

Depois de quase dois anos, Sorocaba retomará o serviço de radioterapia para pacientes oncológicos da região. A secretária de Saúde, Dra. Marina Elaine Pereira, esteve na manhã desta sexta-feira (28) para representar o prefeito José Crespo e conferir a entrega do acelerador linear na Santa Casa ao lado de padre Flávio Jorge Miguel Júnior que é o atual gestor do hospital.

De acordo com a Irmandade, o acelerador linear veio da Califórnia (EUA) e custou R$ 6 milhões ao Ministério da Saúde. Para o funcionamento do aparelho, o ministério também executa obras para a restauração da Casamata, um local com isolamento radioativo e outras particularidades. A previsão é que tudo comece a funcionar até o fim do ano de 2018.

Dra. Marina firmou o compromisso de colaborar com a otimização nos trâmites da Vigilância Sanitária Municipal para conceder o alvará de funcionamento. Dessa forma, os cidadãos serão beneficiados. “Vamos concentrar todo nosso empenho para acelerar esse processo de alvará de funcionamento. Sorocaba necessita e merece o quanto antes dessa casamata em funcionamento”, ressaltou a secretária.

O acelerador linear é um equipamento utilizado em uma modalidade do tratamento de câncer, que é a radioterapia. É um aparelho que gera uma forma de radiação, através de corrente elétrica, e o aparelho direciona para a área que se deseja tratar. Essa radiação no tecido doente promove a destruição desse tecido. Basicamente, a radioterapia é isso: destruição de tecido por radiação, e o acelerador linear é o equipamento que produz essa radiação a partir da energia elétrica.

Essa modalidade de tratamento do Câncer é muito importante para uma série de tumores. Ele tem um tratamento que pode ser curativo, empregando radioterapia associada à quimioterapia. Então a existência desses equipamentos, para muitos pacientes é uma opção de cura que existe para doença dele. Em outras situações, onde a doença não é curável, por exemplo, um paciente que tem um câncer avançado e tem uma dor e sangramento provocado pelo tumor, consegue aliviar os sintomas pelo tratamento de radioterapia. Então melhora a qualidade de vida de pessoas que estão tratando câncer. É curativo e paliativo para muitos pacientes.


Mais Notícias