CPI do Acolhimento ao Menor: vereadores são barrados em visita a instituição

Política 03 set / 2019 às 18:52

Rodrigo Manga (DEM), presidente da comissão, e a relatora Fernanda Garcia (PSOL) foram impedidos de entrar em unidade da Casa do Menor

Em ação fiscalizatória da CPI do Acolhimento ao Menor realizada na tarde desta terça-feira, 3, os vereadores Rodrigo Manga (DEM) e Fernanda Garcia (PSOL) foram impedidos de entrar numa das unidades da Casa do Menor, entidade sob a qual pesa a maior parte das denúncias que instruíram os trabalhos da comissão.
“É lamentável que a Casa do Menor não tenha aberto as portas para que a CPI pudesse entrar. Tudo indica, então, que realmente existem as irregularidades denunciadas pelos funcionários, como uso de drogas e ocorrências de abuso sexual no local”, ressaltou Rodrigo Manga.
A vereadora Fernanda Garcia também lamentou o impedimento de fiscalizar a Casa do Menor. “Nós não pudemos confrontar na visita as informações colhidas nas oitivas. Não fomos atendidos e isso mostra que tem alguma irregularidade que não quiseram que a CPI constatasse”.
Os parlamentares tinham como objetivo verificar as condições da referida instituição, assim como da entidade Casa Nova Vida, na qual foram recebidos pela coordenadora Valéria Ortiz Fulco e constataram boa estrutura para acolhimento dos menores. “O local precisa de algumas melhorias, como manutenções e alguns móveis novos, mas no geral a estrutura está adequada para os cuidados dos acolhidos”, afirmou Manga.
A CPI do Acolhimento ao Menor seguirá agora para a etapa de elaboração de seu relatório final, que deverá ser entregue para apreciação do plenário da Câmara Municipal nas próximas semanas. Além do presidente Rodrigo Manga e da relatora Fernanda Garcia, compõem a comissão os vereadores Francisco França (PT), Hudson Pessini (MDB), Iara Bernardi (PT), Irineu Toledo (PRB), João Donizeti (PSDB), Luis Santos (Pros), Péricles Régis (MDB), Renan Santos (PCdoB), Silvano Júnior (PV) e Wanderley Diogo (PRP).


Mais Notícias