Sedettur se reúne com cervejarias para discutir melhorias no setor

Turismo 28 jan / 2021 às 11:27

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (Sedettur), por meio da Divisão de Desenvolvimento Empresarial e Agronegócios de Sorocaba, coordenou, nesta terça-feira (26), a segunda reunião mensal do Arranjo Produtivo Local (APL) das Cervejarias da Região Metropolitana de Sorocaba.

O encontro virtual contou com a participação de representantes das Associações Cerveja Livre e Unicervas, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), Universidade de Sorocaba (Uniso) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Durante a reunião, os principais assuntos debatidos foram critérios de avaliação de novas empresas interessadas em participar do APL; a criação de laboratório de pesquisa na Uniso; a possível participação do APL em uma associação europeia de cervejarias; a aplicação de pesquisa de demanda de capacitação de mão de obra do setor e o cadastro de fornecedores de lúpulo.

O APL, grupo composto por 20 cervejarias e 16 instituições, foi reconhecido em março de 2020 pelo Governo do Estado de São Paulo, com representação não apenas das cervejarias, mas também de empresas de outros segmentos, tais como: gráficas, food-trucks, brewshops e lojas especializadas em produtos de fabricação de cerveja. São empresas que geraram mais de 100 empregos diretos e mais de 3 milhões de litros produzidos, resultando em um faturamento de R$ 30 milhões ao ano, para a cidade de Sorocaba.

“Como fator positivo, é possível citar a existência de fornecedores em grande quantidade na região, com facilidade para escoar os produtos e receber insumos. As empresas do ramo cervejeiro demonstram grande capacidade de cooperação”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Robson Coivo.

“Além disso, as instituições educacionais estão preparadas para capacitar e suprir as demandas de mão de obra do setor. Também existem outros fatores que estão a favor do APL, como a proximidade com grandes centros de consumo, do litoral e da capital do estado, além da qualidade dos produtos reconhecida como ótima e a grande quantidade de eventos na região”, completa o secretário Coivo.

Mesmo antes da constituição do APL, as cervejarias já promoviam ações em conjunto, como, por exemplo, a participação no Circuito de Bebidas no Senac e a realização de duas edições da Oktoberfest em Sorocaba.

Desafios do APL

Em virtude da pandemia, existe o desafio das restrições impostas a ser superado. Outro objetivo do APL é ampliar a publicidade das cervejarias nos comércios do município, aumentar o consumo e o conhecimento por parte do público que ainda não tem familiaridade com cervejas produzidas com foco na variedade de cores, aromas, gostos e seus diversos estilos.

Com a proposta de gerar mais desenvolvimento, o planejamento do APL, considerando o potencial turístico do município, prevê ações integradas, com destaque à criação de uma rota cervejeira que já vem sendo trabalhada pela Divisão de Fomento ao Turismo e pelo Conselho Municipal de Turismo, órgão ligado à Sedettur e aos membros das Associações da cidade.


Mais Notícias