Sorocaba tem trabalho reconhecido como experiência de excelência pela OPAS e Ministério da Saúde

Saúde 16 jul / 2021 às 22:41

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Saúde (SES), teve o trabalho “A Importância da Comunicação Comunitária no Combate à Covid-19” selecionado pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e Ministério da Saúde, para ser reconhecido como experiência de excelência praticada por profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS).

A iniciativa faz parte do Prêmio APS Forte no SUS – no combate à pandemia, lançado em maio de 2020, que teve como objetivo identificar práticas exitosas com potencial de replicabilidade na Atenção Primária à Saúde.

Ao todo, foram reconhecidas publicamente 19 experiências de excelência praticadas por profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS), desenvolvidas no primeiro nível de atenção. A cerimônia foi realizada por videoconferência e transmitida pelo Portal da Inovação na Gestão do SUS (www.apsredes.org), nesta sexta-feira (16).

Sorocaba também recebeu certificado de menção honrosa para outras cinco experiências finalistas: Diretrizes para Organização das Unidades Básicas de Saúde no município de Sorocaba no Enfrentamento à Covid-19; Capacitação de profissionais multiplicadores da Atenção Básica em Urgência e Emergência nos seus cenários de prática: Unidades Básicas de Saúde do município de Sorocaba; A Intersetorialidade e Participação Popular no Combate à Pandemia no município de Sorocaba; O uso do Georreferenciamento com apoio à tomada de decisões no enfrentamento da Covid-19; Adaptações de meios tecnológicos na Atenção Primária devido à pandemia.

Os trabalhos selecionados apontam um grupo de municípios com alta motivação e sensibilidade sobre o papel e a responsabilidade da Atenção Primária à Saúde (APS) na resposta à pandemia. Ao todo, foram analisados 1.471 relatos de práticas desenvolvidas por profissionais de todo país.

Participaram da cerimônia a representante da OPAS-OMS no Brasil, Socorro Gross, o secretário da Atenção Primária do Ministério da Saúde (Saps), Raphael Câmara, a diretora do Departamento de Saúde da Família (Desf), Renata Maria de Oliveira Costa, e representantes do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Lula, e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), Wilames Freire, que estavam presentes na sede da OPAS, em Brasília.

A iniciativa promoveu o intercâmbio de conhecimento e vivências entre os profissionais da APS que participaram de 12 debates virtuais e divulgaram os relatos de práticas no combate à Covid-19 no repositório ancorado no Portal da Inovação na Gestão do SUS (www.apsredes.org). Na cerimônia, também foi lançado o e-book Navegador SUS-APS Forte no SUS, com o registro das práticas selecionadas, por meio de depoimentos em vídeo e fotografias dos autores e usuários envolvidos.

E-book

O trabalho de Sorocaba também está publicado no E-book APS Forte no SUS – no combate à pandemia de Covid-19, que reúne as vivências e ferramentas utilizadas pelas 19 experiências de excelência, traz o registro fotográfico dos profissionais de saúde e também um vídeo de cada autor selecionado. O registro visa contar os desafios enfrentados pelos profissionais de saúde desde a implantação da experiência, quando foi deflagrada a pandemia de Covid-19.

A publicação, com cinco capítulos, descreve a metodologia desenvolvida nas duas fases da iniciativa APS Forte no SUS e traz o retrato das 1.471 experiências aprovadas, com dados sobre o panorama geográfico, distribuição por Unidades da Federação, a origem das práticas e os temas mais concorridos. Também há um capítulo com o levantamento qualitativo das experiências aprovadas. Os resultados da iniciativa foram analisados pelos pesquisadores Michelle Fernandez e Renato Tasca. Por fim, a publicação registra o nome da experiência e o autor das 261 práticas que recebem Menção Honrosa.

A publicação APS Forte no SUS é multimídia, interativa e está disponível em formato E-PUB para leitura em celulares, tablets e página web; além de formato Mobi para leitores do Kindle e PDF.

Link PDF – https://apsredes.org/wp-content/uploads/2021/07/APSForte_interativo1607.pdf

Trabalho reconhecido como excelência

A experiência “A Importância da Comunicação Comunitária no Combate à Covid-19” buscou produzir vídeos com líderes comunitários sobre as medidas preventivas e de combate ao coronavírus. Esses vídeos contaram com a participação de personalidades conhecidas de cada território. Ou seja, os vídeos foram segmentados por localidade.

Dessa forma, o vínculo promoveu uma ação de comunicação comunitária que prestou serviço dando informes, avisos, campanhas, dentre outros; em geral, assuntos voltados à pandemia. Por meio de grupos de WhatsApp de cada região, foram disparados vídeos, além de informes oficiais da Prefeitura de Sorocaba sobre o assunto saúde. O projeto envolveu as secretarias da Saúde, Cidadania e Comunicação. Além disso, recursos, como carro de som, informativos impressos e cartazes.

O objetivo do projeto foi intensificar as informações sobre a Covid-19 ao público menos informatizado e que não procura os canais oficiais da Prefeitura. Com a utilização de pessoas da comunidade, que trazem proximidade com demais moradores, e informações revisadas pela Secretaria da Saúde, é possível informar as comunidades com o uso de tecnologia de informação e comunicação, no caso, o WhatsApp.

Com a organização das equipes de cada Unidade Básica de Saúde (UBS) foi identificada a necessidade de informações em cada território. Depois de identificada e criada a ideia de promover comunicação comunitária, dois jornalistas da Prefeitura de Sorocaba, acompanhados de profissionais da saúde, produziram os vídeos informativos de prevenção à Covid-19 para que pudessem ser disparados nos grupos de WhatsApp, entre as comunidades. Todos os grupos e vídeos são segmentados por região para trazer a proximidade entre os moradores que visualizam a mensagem. Além dos vídeos, outros informes são disparados para conscientizar e sensibilizar a população sobre o coronavírus.

Por meio da comunicação comunitária foi possível despertar interesse da comunidade sobre as informações de prevenção e combate à Covid-19, além de sua propagação. Também foi possível promover a proximidade entre comunidade e Poder Público, em prol da população.

O trabalho inscrito e selecionado como excelência foi coordenado pelos servidores da Prefeitura de Sorocaba: a médica Tatchia Garcia, a enfermeira Renata Ferraz e os jornalistas Bruno Rodrigues e Marcelo de Almeida Júnior.


Mais Notícias