População pode se inscrever gratuitamente em seis oficinas culturais on-line

Cultura 13 maio / 2021 às 16:28

A população já pode se inscrever para participar de seis oficinas culturais on-line e gratuitas, que serão oferecidas pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, em parceria com a Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria Municipal da Cultura (Secult), no mês de junho. As aulas acontecerão, ao vivo, pela plataforma Zoom.

O objetivo do programa é aproximar pessoas de diferentes faixas etárias e com diferentes repertórios, promovendo um importante espaço de trocas de conhecimentos e experiências artísticas.

Uma delas será a oficina “Bate-papo com o poeta Carlos de Assumpção: Com o que sonham os poetas?”, que ocorrerá no dia 1º de junho, das 18h às 20h, mediado pelo educador Felínio Freitas. Na atividade, será abordada a trajetória, a poesia, o processo criativo e as inspirações do poeta de 93 anos de idade. São oferecidas 100 vagas e a atividade é voltada a pessoas com idade a partir de 16 anos. A inscrição pode ser feita pelo link: https://us02web.zoom.us/meeting/register/tZMsfuupqDwjHNE1X_DFG4JK7Y9dFqWgUx22.

No dia 2 de junho, das 18h às 21h, será oferecida a oficina “Danças populares – Catira, Fandangos e suas peculiaridades”, com a catireira Fernanda Colli, que apresentará reflexões sobre essas danças populares, abordando seus principais representantes e a grande contribuição histórica, rítmica e social para paulistas e paulistanos. A inscrição pode ser feita pelo link: https://us02web.zoom.us/meeting/register/tZYofuGtrDIpHdTER8EYWplPIDqXpZFT_GqZ. Ao todo, são oferecidas 100 vagas.

Já, nos dias 7, 9, 14, e 16 de junho, das 14h às 16h, a atriz e professora de teatro Patrícia Teixeira ministrará o segundo módulo da oficina “O Inconsciente Criativo”, voltado a estudantes de teatro, cinema e vídeo, artistas e educadores ou profissionais de áreas afins, mesmo que não tenham participado da primeira etapa. O objetivo da atividade é ampliar a leitura do processo de criação do artista, por meio do estudo sobre a criatividade do inconsciente e a relação deste com a teoria de Carl Gustav Jung, fundador da psicologia analítica.

Neste segundo módulo, o curso buscará correlacionar o estudo de três personagens (Salomé de Oscar Wilde, Dora do filme “Central do Brasil e mais uma escolhida pelos alunos) com matrizes arquetípicas e mitos, ampliando as possibilidades da dramaturgia, atuação e encenação. Um material será encaminhado antes da oficina começar para situar os participantes que não participaram do módulo 1. As inscrições podem ser feitas até este domingo (16), pelo link: https://forms.gle/RFGokqn5gEx4r5gE8. São oferecidas 30 vagas.

Outra oportunidade é o “Clube de Leitura de Dramaturgias”, coordenado por Tadeu Renato, que ocorrerá nos dias 7, 10, 14, 17, 21, 24 e 28 de junho, das 18h às 20h, voltado a pessoas com idade a partir de 16 anos. Os participantes da oficina serão convidados à leitura de peças de teatro escritas por dramaturgas e dramaturgos brasileiros modernos e contemporâneos, com breve exposição sobre os autores e sua obra, seguida de bate-papo com os participantes sobre suas impressões de leitura. As inscrições podem ser feitas até este domingo (16), pelo link: https://forms.gle/4UMPfYWV4Qquduvy8. São oferecidas 50 vagas.

A oficina “Percepções corporais e criatividade através da dança”, coordenada pelo artista visual, pesquisador em dança e professor Urubatan Miranda da Silva, ocorrerá no dia 8 de junho, das 18h às 21h, voltada a estudantes, professores, artistas e interessados em geral, com idade a partir de 16 anos. O objetivo é buscar uma nova possibilidade de construção poética de movimento, que não ocorre a partir da diluição ou segmentação de nomenclaturas, mas da integração do potencial de cada participante envolvido nesse processo, viabilizando, dessa forma, a construção de um exercício criativo. São oferecidas 30 vagas e as inscrições podem ser feitas pelo link: https://us02web.zoom.us/meeting/register/tZApc-6srj8iE90LGeGKdlHFfOr25rIgiInH.

Também em junho, será oferecida a oficina “Ancestralidade, narrativas e contemporaneidades indígenas”, com a antropóloga e arte-educadora Kuawá Apurinā (Pietra Dolamita), voltada a artistas, produtores e educadores de escolas públicas, estudantes e pessoas acima de 16 anos interessadas na temática. Os participantes da oficina serão organizados em dois grupos: Turma A, dias 9 e 11 de junho, das 14h às 16h, e Turma B, dias 16 e 18 de junho, das 10h às 12h.

O intuito da atividade é desfazer as invenções e as inverdades criadas sobre os povos indígenas do Brasil, que passam necessariamente pelo reconhecimento de sua existência no interior da sociedade e na educação, cabendo especialmente ao arte-educador reconhecer a dinâmica das mudanças sociais no tempo e no espaço, reconhecendo-se como parte integrante de um processo eficaz, que exige que suas percepções e práticas sejam constantemente revistas e repensadas na contemporaneidade. São oferecidas 30 vagas e as inscrições podem ser feitas até a próxima terça-feira (dia 18), pelo link: https://forms.gle/9tzvWasUHmMMPFKX8.

Os encontros ocorrerão pela plataforma Zoom e o link será enviado por e-mail aos inscritos. Mais informações podem ser obtidas no site: http://poiesis.org.br/maiscultura, pelo e-mail: interioronline@oficinasculturais.org.br ou, ainda, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, pelo telefone da Escola de Cultura e Artes “Ettore Marangoni”: (15) 3202–5003.


Mais Notícias