Mais nove oficinas culturais on-line e gratuitas serão oferecidas em junho

Cultura 18 maio / 2021 às 18:32

Mais nove oficinas culturais on-line e gratuitas, oferecidas pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, em parceria com a Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Cultura (Secult), serão realizadas em junho. O intuito é aproximar pessoas de diferentes faixas etárias e com diferentes repertórios, promovendo um importante espaço de troca de conhecimentos e experiências artísticas.

No dia 10 de junho, das 18h às 21h, os doutorandos no Departamento de Linguística da Universidade de São Paulo (USP), Cecília Farias e Bruno Guide, ministrarão a oficina “A diversidade linguística brasileira”. O objetivo é apresentar a rica diversidade da língua falada no Brasil, que é parte fundamental da história do país, com registro de mais de 200 línguas faladas. São oferecidas 50 vagas e as inscrições já podem ser feitas, pelo link: https://us02web.zoom.us/meeting/register/tZ0lfuquqzopGtKoXdTltt-kDs4KYE_MnNHB.

Outra opção é a oficina “Elaboração de projetos para o desenvolvimento de agentes e agendas”, com a produtora, gestora cultural e pesquisadora de políticas culturais Daniele Sampaio, que tem como intuito auxiliar os agentes culturais a escreverem projetos na área, atentos às dimensões cidadã, política e social, intrínsecas ao fazer cultural, para ter acesso a fontes de financiamento. Os participantes serão organizados em dois grupos: Turma A, nos dias 15, 17, 22, 24 e 29 de junho, das 14h às 16h, e Turma B, nos dias 16, 21, 23, 28 e 30 de junho, das 18h às 20h. São oferecidas 60 vagas por turma e as inscrições podem ser feitas até o dia 30 de maio, pelo link: https://forms.gle/iPt3L1wtyC2hkNVa6.

Nos dias 15 e 17 de junho, das 10h às 12h, será oferecida a oficina “Fotoescultura no Brasil – um breve panorama”, com a artista visual Diana Proença, voltada a estudantes, artistas, professores, pesquisadores e interessados em geral. A oficina propõe apresentar um recorte da produção de fotoesculturas de artistas brasileiros, caracterizada por trabalhos fotográficos com formas tridimensionais. São oferecidas 30 vagas e a inscrição pode ser feita até o dia 30 de maio, pelo link: https://forms.gle/8zreUk5G439qdZoc9.

Já, a oficina “Fotografia e Literatura: pela janela dos meus olhos – uma crônica na pandemia”, ministrada pelo fotógrafo Marco Aurélio Olímpio, será realizada nos dias 15, 17, 22 e 24 de junho, das 18h às 20h, voltada a pessoas com idade a partir de 16 anos. A atividade propõe trazer o ponto de vista do participante, por meio da documentação pela fotografia feita com celular ou câmera em uma junção com a escrita, considerando a rotina de cada um. Será um exercício onde o olhar encontra acalanto nas palavras silenciadas, retratando personagens e situações vividas durante a pandemia da Covid-19. São oferecidas 30 vagas e as inscrições podem ser feitas até dia 30 de maio, pelo link: https://forms.gle/j9ddqB34iLL3GqY2A.

Outra opção é a oficina “Iniciação ao mercado de trabalho para novos atores”, que ocorrerá no dia 15 de junho, das 14h às 16h, com o ator Emerson Grotti. A atividade abordará a carreira artística em diferentes modalidades do mercado, buscando diferenciar e esclarecer o papel das agências de modelo e de atores, além da formação, entidades representativas do setor e as possibilidades de atuação em diferentes espaços. As 100 vagas disponibilizadas estão sendo preenchidas mediante inscrição, pelo link: https://us02web.zoom.us/meeting/register/tZwkcO6gqD8vG9E8dPfEghWI7TgxHkMHWOj4.

Também no dia 15 de junho, das 18h às 21h, estudantes, professores, artistas e interessados em geral, a partir de 16 anos de idade, podem participar da oficina “Em defesa da narratividade: psicanálise e escrita criativa em tempos de pandemia”, coordenada pelo psicanalista e escritor Ricardo Hirata. A atividade visa tratar sobre esta época de desorientação e a necessidade de reaprender a narrar os tempos da tristeza e da melancolia, além de encontrar nos objetos perdidos idealizados uma possibilidade de recriar o que perdemos, reconhecer os traumas e re-endereçar as injustiças perpetradas pelos colonialismos. A inscrição pode ser feita pelo link: https://us02web.zoom.us/meeting/register/tZIucuiorD0iG9OrkF1E2J50mITcra4fumXA. São oferecidas 50 vagas.

A oficina “Introdução à ilustração e composições digitais”, com a artista Marisa Cristina de Souza, será voltada a pessoas interessadas no tema, com idade a partir de 16 anos, organizada em dois grupos: Turma A, nos dias 21 e 23 de junho, das 14h às 16h, e Turma B, nos dias 28 e 30 de junho, das 14h às 16h. A ideia é apresentar os principais conceitos da arte digital, utilizando softwares diversos e ferramentas mistas, aplicadas a partir de uma metodologia simples, abordando processos de produção, princípios e técnicas básicas para iniciação ao desenho, composições e ilustrações gráficas, de forma prática. As inscrições podem ser feitas de 19 de maio a 6 de junho, pelo link: https://forms.gle/JFcy3Auy2fXHSBy18. São oferecidas 20 vagas por turma.

Já, no dia 23 de junho, das 18h às 21h, será oferecida a oficina “Enfrentando as imagens – o olhar colonial na construção do ‘outro’”, com a artista visual Elidayana Alexandrino. A proposta é tratar de representações de pessoas negras na arte e na cultural visual ao longo da história, levantando aspectos do olhar colonial e como os artistas afrodescendentes constroem novas narrativas por meio de diferentes linguagens. As inscrições podem ser feitas por estudantes, professores, artistas e interessados em geral, com idade a partir de 16 anos, pelo link: https://us02web.zoom.us/meeting/register/tZMrdeqvqDIrE9AUuQbxeSjCXsaNOtLXINSs. São oferecidas 50 vagas.

Por fim, no dia 29 de junho, das 18h às 21h, será realizada a oficina “Criação e composição em RAP”, coordenada por Samuel Porfirio e Kiko de Sousa, voltada a estudantes, professores, artistas e interessados em geral, a partir de 16 anos. A oficina tratará da composição em rap, explorando aspectos como tempo e ritmo e evidenciando os processos criativos de métricas. A proposta é estimular o mergulho no universo paralelo existente aos olhos do apreciador e a empatia em entender os caminhos e pensamentos diversos; explorar a origem da postura, códigos seculares, autoestima e rotina do rap, além de outros pontos relevantes, como direitos autorais. As 50 vagas oferecidas serão preenchidas mediante inscrição, pelo link: https://us02web.zoom.us/meeting/register/tZIudemrpzsrHtFJ_cKQXwr6tlTP8kwfgzJt.

Todas as oficinas serão realizadas pela plataforma Zoom e o link será enviado por e-mail aos inscritos. Mais informações podem ser obtidas no site: http://poiesis.org.br/maiscultura, pelo e-mail: interioronline@oficinasculturais.org.br ou, ainda, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, pelo telefone da Escola de Cultura e Artes “Ettore Marangoni”: (15) 3202–5003.


Mais Notícias