Assentados da Fazenda Ipanema utilizam redes sociais para divulgar vida no campo

Região 24 set / 2019 às 08:30

A internet e as redes sociais são uma ferramenta poderosa para divulgar todo tipo de conhecimento para milhares de pessoas. Foi pensando em se beneficiar do alcance da tecnologia que um grupo de assentados da fazenda Ipanema, em Iperó, criou uma conta no Instagram e no Youtube para compartilhar um pouco da rotina da vida no campo, que vai de fotos de plantação até a criação de filhotes de animais como galinhas, porcos e cabritos.

Um dos autores da iniciativa, Alan Martins Ribeiro é assentado da reforma agrária, ele agora se divide entre a lida na roça e nova vida de “blogueiro do campo.” Ele conta como surgiu a ideia de levar para a internet tudo o que é feito no assentamento. “Na verdade, eu decidi criar esses canais, no YouTube e no Instagram para tentar dar mais visibilidade para as ações que vem sendo feitas na área da agricultura orgânica, não só no assentamento, mas também na vizinhança rural como um todo,” relembra o autor.

Ribeiro destaca que a ação na rede social de fotos recebe um engajamento superior aos outros sites. “Ainda estão em construção de temáticas e materiais, mas já pude perceber que o Instagram tem uma aceitação bem superior à dos outros canais, talvez pela característica de visualização mais rápida,” analisa.

O grupo de assentados da terra em Iperó já completou 26 anos de existência, atualmente são cerca de 400 famílias que produzem frutas, verduras, legumes, tem criação de animais e agora também produzem conteúdo para as redes sociais.

Focado em divulgar a produção e comercialização de produtos orgânicos, a Fazendinha Ipanema usa o espaço nas redes para divulgar o que fazem os trabalhadores do campo do plantio a colheita. Quem entrar na conta do Instagram dos assentados da terra vai encontrar também dicas de cultivo, informações sobre sanidade vegetal e animal, além de outros assuntos relacionados a vida no campo.

Em uma das publicações, o perfil divulga fotos de porquinhos recém-nascidos e explica curiosidades sobre a espécie. “Logo ao nascer os leitõezinhos são muito sensíveis a baixas temperaturas e ao esmagamento acidental da mãe, então é muito importante criar um abrigo interno na baia, nesse abrigo deve ter uma cama de palha ou similar, uma fonte de calor e água limpa desde o primeiro dia,” ensina o perfil.

Quem quiser conhecer mais como funciona o Assentamento da Fazenda Ipanema pode seguir o grupo no Instagram @fazendinhaipanema e no Youtube Fazendinha Ipanema


Mais Notícias