Manga sugere que R$ 500 mil destinados a festejos populares, entre eles o carnaval, sejam redirecionados à saúde

Política 21 out / 2019 às 15:05

Vereador Rodrigo Manga encaminhou emenda ao Orçamento 2020 pedindo que verba pública da Secretaria da Cultura, inclusive prevista para o custeio do Carnaval, seja remanejada para a pasta da saúde. A empresa Investe Sorocaba também teria sua rubrica total voltada para a saúde pública

O vereador Rodrigo Manga (DEM) protocolou, na última sexta-feira (18), emenda à Lei Orçamentária Anual (LOA) 2020 de Sorocaba, solicitando o remanejamento de R$ 1,160 milhão da Secretaria da Cultura para a pasta da Saúde. Desse valor, exatos R$ 500 mil, inicialmente destinados ao custeio de festejos populares – entre eles o Carnaval -, seriam redirecionados para o reforço no atendimento em saúde bucal na rede municipal.
A outra parte do valor total, R$ 660 mil, está prevista no orçamento 2020 para cobrir despesas em ‘ações comunitárias’ na área da Cultura. Manga sugere que esse valor seja voltado para a aquisição de medicamentos do programa Dose Certa.
“Acho importante os investimentos na área da cultura, mas a saúde é prioridade. Também não sou contra o Carnaval, desde que não seja financiado exclusivamente com o dinheiro público. Tanto é que protocolei ofício ao Executivo sugerindo que faça essa e outras festas populares por meio de parceria público-privada”, destaca o vereador.
Investe Sorocaba – Outra indicação de Manga é que todo o orçamento da empresa Investe Sorocaba, no valor de R$ 1,422 milhão, seja também realocado para a área da saúde, mais especificamente para custeio de procedimentos de alta e média complexidade.

No dia 3 de outubro, Manga protocolou na Prefeitura de Sorocaba oficio pedindo à Prefeitura a extinção do ‘Investe Sorocaba’. “Não apresentou os resultados pretendidos, ao contrário, custará ao erário público no ano de 2020 aproximadamente R$ 1,5 milhão, sem apresentar qualquer sinal de retorno de suas previstas ações. Assim, sendo um verdadeiro prejuízo aos cofres municipais”, pontua.
O vereador acredita que as ações previstas para o ‘Investe Sorocaba’ poderiam ser realizadas com qualidade por servidores públicos de carreira, por exemplo, com a criação de uma comissão contando com membros de secretarias municipais. E sem causar gasto adicional à Prefeitura. “A administração pública deve ser exemplo na contenção de despesas e priorizar investimentos no que é mais importante, como a saúde”, finaliza.


Mais Notícias