Câmara Municipal pode gastar R$ 75 mil com serviços postais em 12 meses

Política 06 mar / 2020 às 21:43

A Câmara Municipal de Sorocaba pode gastar até R$ 75 mil com serviços postais em 12 meses, após a renovação do contrato com a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – ECT. A prorrogação contratual foi assinada pelo órgão na última quarta-feira (04) e divulgada na edição desta sexta-feira (06) do Jornal do Município.
Vigente desde 2018, essa é a segunda vez que o contrato é renovado pela Câmara. Segundo o edital do convênio, o órgão pode realizar renovações por até 60 meses. O novo processo de prestação de serviço entra em vigência a partir de 2 de abril deste ano.
De acordo com o boletim de prestação de contas de cada gabinete, juntos os 20 vereadores gastaram 16.430,12 com serviços postais de janeiro a dezembro de 2019. No mesmo período de 2018, os parlamentares registraram um gasto de R$ 21.269,98 com postagens.
Como explicou na reportagem do Jornal Z Norte sobre os gastos de gabinete em 2019, cada vereador pode enviar até 750 cartas por mês. Vale ressaltar que os valores das postagens variam de R$ 0,71 a R$ 1,95, conforme informado pelo Legislativo.
O Jornal Z Norte realizou um levantamento com todos os gastos referentes a serviços postais realizados pelos gabinetes dos vereadores nos 12 meses de 2019.
Na lista de parlamentares que mais gastaram com postagens estão: Nenê Silvano (PV), R$ 3.696,26; Irineu Toledo (PRB) R$ 3.354,55; Wanderley Diogo (PRP) R$ 2.585,21; Fausto Peres (PODEMOS) R$ 2.089,99; Rodrigo Manga (DEM) R$ 1.395,17; Cintia de Almeida (MDB) R$ 1.024,91; Engenheiro Martinez (PSDB) R$ 631,96; Fernanda Garcia (PSoL) R$ 564,81; Francisco França (PT) R$ 562,99; Fernando Dini (MDB) R$ 118,10; João Donizete (PSDB) R$ 117,48; José Apolo (PSB) R$ 94,30; Vitão do Cachorrão (MDB) R$ 92,66; Péricles Régis (MDB) R$ 42,90 e Renan Santos (PCdoB) R$ 16,15.
A análise de dados feita pela reportagem também levou em consideração os gastos de gabinete de Rafael Militão (MDB), que assumiu o cargo após o afastamento de Cíntia de Almeida (MDB) para assumir a chefia da Secretaria de Igualdade e Assistência Social. Em seu período de vereança, o parlamentar gastou R$ 42,60 com serviço.
Dos 20 parlamentares da casa apenas cinco não registraram valores com envio de cartas em 2019, entre eles, Anselmo Neto (PSDB), Hélio Brasileiro (MDB), Hudson Pessini (MDB), Iara Bernardi (PT) e Pastor Luís Santos (PROS).

Gastos com gabinete

Como adiantou o Z Norte, em 23 de janeiro, os gabinetes dos 20 vereadores da Câmara Municipal de Sorocaba gastaram juntos em 2019 um total de R$ 148.419,87 entre aluguel de máquina reprográfica, combustível, material de escritório e postagem de cartas. O valor é 7,24% superior ao montante gasto em 2018 com os mesmos itens.
O maior gasto contabilizado no apanhado dos últimos 12 meses foi no valor pago pela Câmara Municipal com o combustível utilizado na frota de veículos que ficam à disposição de vereadores e assessores, que totalizou R$ 63.265,44. No comparativo com o mesmo período de 2018, os parlamentares custaram aos cofres públicos R$ 57.318,28 para o mesmo item.
Sobre os gastos, à época, o Poder Legislativo foi questionado sobre limites impostos aos vereadores quanto aos valores com cada item mensalmente. Segundo relatado, cada representante tem à disposição R$ 113,54 referentes ao aluguel da máquina reprográfica mais as R$ 80 de impressões e podem utilizar até R$ 726,98 em combustível a cada 30 dias.


Mais Notícias