Sorocaba tem indicadores epidemiológicos necessários para avançar a fase 3

Coronavírus 29 maio / 2020 às 21:33

A prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho, protocolou nesta sexta-feira (29), junto ao governo do Estado, um ofício solicitando o avanço da cidade à “Fase 3” do Plano São Paulo de flexibilização das atividades econômicas. No mesmo documento também é pedida a revisão e avaliação dos dados de Sorocaba, apresentados seguindo os critérios epidemiológicos do decreto estadual.

Dos cinco indicadores solicitados pelo Estado, Sorocaba encontra-se como “Fase 3” em três indicadores. São eles: quociente da divisão entre o número de pacientes suspeitos, ou confirmados, com COVID-19 internados em UTI e o número de leitos hospitalares destinados ao tratamento intensivo de pacientes com COVID-19; quociente da divisão entre o número de novos casos confirmados de COVID-19 nos últimos 7 dias e o número de novos casos confirmados de COVID-19 nos 7 dias anteriores; resultado da divisão entre a média diária de internações de pacientes confirmados, ou com suspeita, de COVID-19 nos últimos 7 dias e a média diária de internações de pacientes confirmados, ou com suspeita, de COVID-19 nos 7 dias anteriores.

Já nos outros dois indicadores, a cidade tem a classificação “Fase 2” em resultado da divisão de óbitos por COVID-19, nos últimos 7 dias, pelo número de óbitos por COVID19 nos 7 dias anteriores; e “Fase 4” na quantidade de leitos hospitalares destinados ao tratamento intensivo de pacientes com COVID-19, por 100 mil habitantes. Com esses dados, Sorocaba possui classificação final de “Fase 3”.

Os dias analisados foram entre o período de 14 a 20 de maio e do dia 21 a 27 do mesmo mês. A Prefeitura de Sorocaba manterá a análise semanal dos critérios expostos, como monitoramento do cenário epidemiológico, para definições das ações de controle das medidas de isolamento.

“Como temos feito até agora, dentro da lei, seguimos sempre aquilo que é determinado, visando o melhor para Sorocaba. Mas considerando nossa realidade, é justo que tenhamos a devida deferência para que os sorocabanos e nossa economia possa voltar a crescer, sempre com consciência e responsabilidade”, enfatizou a prefeita.

Confira abaixo o quadro avaliativo desenvolvido pela Vigilância Epidemiológica de Sorocaba, a partir do monitoramento diário dos casos notificados e do controle de ocupação dos leitos hospitalares Covid-19.


Mais Notícias