Vila Angélica concentra 25% dos casos de dengue de Sorocaba

Saúde 23 jan / 2015 às 11:41

O bairro Vila Angélica lidera os casos de dengue em Sorocaba, de acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde da cidade. Os números foram divulgados na segunda-feira (19).

Conforme os dados, o bairro tem 53 dos 201 casos autóctones (gerados no próprio município) registrados na cidade. Os números se referem a 27ª semana epidemiológica de 2014 (2º semestre) até a 2ª de 2015. Nova Sorocaba é o bairro com o segundo maior número de casos (26). Junto com os bairros Maria do Carmo, Vila Fiori e Mineirão, que somam 38 casos, estão no grupo da Zona Norte considerado na fase de transmissão em estado de alerta. No total, o grupo soma 117 casos.

Com situação de alerta, mas registrado na Regional de Saúde como bairros no grupo da Zona Oeste, aparecem Lopes de Oliveira, Maria Eugênia, São Guilherme e Parque São Bento somam 25 casos e também se classificam na situação de alerta.

Referente à Zona Norte, o boletim ainda conta com os bairros Habiteto, Laranjeiras, Paineiras e Vitória Régia, que somam 7 casos e estão da fase de transmissão considerada inicial.

Conforme a pasta, no período de 29/06/2014 a 15/01/2015, do total de 2.388 notificações, 2.147 (89,9%) foram descartadas, e 241 (10,1%) confirmadas. Entre as confirmadas, 204 são autóctones e 37 importadas.

No documento da Saúde, a Vigilância Epidemiológica alerta os profissionais da área para que fiquem atentos aos sinais e sintomas da doença, identificando os casos e notificando-os imediatamente, bem como, revejam os protocolos de atendimento/tratamento. “Além da intensificação de medidas de eliminação de criadouros, é importante que na presença de sintomas da dengue o munícipe procure atendimento de saúde, use repelente e só faça uso de medicamentos sob prescrição médica. A pessoa com suspeita de dengue deve permanecer em casa durante os primeiros seis dias dos sintomas, se hidratar em abundância e procurar o serviço de saúde caso apresente piora dos sintomas”, avisa.

 

2014

No ano passado, foram notificados 6.321casos suspeitos de dengue, dos quais 5860 foram descartados e 461 confirmados. Entre os confirmados 334 são autóctones e 127 importados. 

Por fim, em relação ao Chikungunya, o município apresentou 4 casos suspeitos, 3 descartados e 1 suspeita que aguarda resultado de exame.


Mais Notícias