Saae testa sistema para dificultar alagamentos na av. Dom Aguirre

Sorocaba 10 out / 2018 às 17:43

O Saae-Sorocaba promove a completa checagem do sistema que contribui para evitar alagamentos na avenida Dom Aguirre. O trabalho faz parte dos preparativos para o período das chuvas que se intensificam no verão. Todas as quatro estações elevatórias de águas pluviais que margeiam o rio Sorocaba estão funcionando com aptidão para atender eventuais necessidades, conforme ficou constatado na averiguação promovida na semana passada. “Em visita ao Saae-Sorocaba averiguei o trabalho preventivo que a autarquia está fazendo neste momento para melhorar o escoamento das águas de chuva pelo rio Sorocaba”, declara o prefeito José Crespo.

O diretor-geral do Saae-Sorocaba, Ronald Pereira da Silva, explica que a função das estações elevatórias de águas pluviais é bombear para o leito do rio todo o volume de água da chuva captado pelo sistema de drenagem em pontos que estão em altitude (cota) mais baixa do que a margem do rio. “Essas estações estão instaladas em pontos estratégicos, como na Praça Lions; nas proximidades da ponte Francisco Del’Osso; na Bacia de Contenção Abaeté, ao lado do Parque das Águas e na avenida Juvenal de Campos”, cita o diretor-geral.

Essas estações elevatórias são complexas estruturas compostas por área de reservamento da água pluvial, equipadas com bombas e potentes geradores de energia elétrica para garantir o funcionamento caso haja queda de energia, além do sistema automático de acionamento das bombas conforme o nível da água no compartimento de reservamento, além da possibilidade de ligá-las rapidamente e com facilidade em seus modernos painéis.

O chefe do departamento de eletromecânica, engenheiro Eduardo Ciqueira, explica que os testes visuais e de averiguação de acionamento são feitos ao menos a cada quinze dias, enquanto o teste completo na semana passada foi realizado após a inserção de água nos reservatórios das estações elevatórias para a verificação do sistema funcionando na prática. “As estações lançaram no rio Sorocaba a água que inserimos em seus reservatórios, dando a plena certeza sobre as sua eficácias”, declara Ciqueira.


Mais Notícias