Com salários atrasados desde Novembro, funcionários que trabalhavam nas obras do BRT na avenida Itavuvu anunciam paralisação

Sorocaba 06 dez / 2019 às 18:18

Um grupo de funcionários que trabalhavam nas obras de implantação do ônibus rápido, o Bus Rapid Transit (BRT), na avenida Itavuvu anunciaram uma paralisação por conta da falta de pagamento, na manhã desta sexta-feira (06). Os trabalhadores acusam a Construtora Artec de não repassar o décimo terceiro, o vale transporte além do pagamento que deveria ter sido depositado na data de hoje.

Um trabalhador, que não quis se identificar, contou que o problema começou no último dia 30 de novembro, data programada para um dos depósitos. “Nós paramos, porque eles falaram que ia cair hoje na nossa conta, mas não recebemos o décimo terceiro, nem o pagamento ainda. A turma que está toda de aviso não vai ter direito ao vale, nós vamos trabalhar até dia 13 de dezembro, mas não disseram que não vai ter,” afirmou um dos funcionários.

Por conta da paralisação, os funcionários informaram que foram impedidos de bater o ponto ao fim do dia de hoje. “Como nós paramos hoje cedo as 7h, nós temos o direito de bater o ponto as 16h, porque nós fizemos o combinado e eles não cumpriram. Eles trancaram o lugar para ninguém bater o ponto, isso porque ninguém foi para o trecho da obra,” declarou o servente.

A Concessionária BRT foi questionada sobre a situação da paralisação e explicou que o contrato com a Construtora Artec está em negociação. “A Concessionária BRT Sorocaba está em dia com as suas obrigações e por diversos motivos preferiu trocar a empresa que realiza as obras de pavimentação na Avenida Itavuvu. É importante esclarecer que, essa medida demonstra que a administração privada é mais ágil para corrigir problemas e contratar empresas do que a gestão pública,” informou em comunicado o BRT.

Sobre a paralisação, a empresa alegou que os trabalhos continuam normalmente. “Os serviços seguem normalmente e outra empresa já está trabalhando próximo ao Vitória Régia,” finalizava a nota.

Os responsáveis pela Artec foram procurados pela reportagem, mas até o momento não retornaram aos nossos contatos.

 

Mais uma vez 

Em 23 de setembro deste ano, um grupo de funcionários que trabalhavam nas obras de implantação do sistema BRT Sorocaba começaram uma greve por falta de pagamento.

A paralisação dos trabalhadores aconteceu no dia em que a Prefeitura Municipal anunciou o início das obras em 24 horas na região da avenida Itavuvu. À época, a Concessionária BRT Sorocaba informou que o motivo da paralisação seria o não pagamento do adiantamento, agendado para o dia 20 daquele mês.

Os trabalhos foram interrompidos por volta das 7h e só retornaram as 10h, após o anuncio da empresa Artec, responsável pelo trecho da Itavuvu, que realizaria o pagamento no mesmo dia.


Mais Notícias