População procura por testes para a Covid-19 no terminal

Coronavírus 14 out / 2020 às 16:33

A terceira e quarta etapas oferecerão os testes nos terminais São Paulo e Vitória Régia, respectivamente

No segundo dia de testagem gratuita dos usuários do transporte coletivo, nesta quarta-feira (14), diversas pessoas procuraram o serviço oferecido pela Prefeitura de Sorocaba no Terminal Santo Antonio. Nesta quinta (15) e sexta-feiras (16) a testagem será feita no Terminal São Paulo, e dias 19 e 20, no Terminal Vitória Régia. A coleta de sangue é feita das 7h30 às 12h. A testagem é feita por meio da Urbes – Trânsito e Transportes, da Secretaria de Mobilidade e Desenvolvimento Estratégico (Semob) e da Vigilância Epidemiológica, da Secretaria da Saúde.

“Uso o transporte público no dia a dia e na semana passada senti uma dor atrás dos olhos. Seria bom se eu soubesse que já tive a Covid-19 e estou bem”, disse Maria Gerônimo, 46 anos, técnica de enfermagem que passou pelo exame.

Já Roberto Rosa, 54 anos, guincheiro, conta ter diabetes e pressão alta e que tem tomado bastante cuidado para evitar a doença. “Não saio sem máscara, mas no meu bairro dois moradores morreram, então é bom sabermos se está tudo bem com a gente,” reforçou.

São disponibilizados 300 testes por dia totalizando, assim, 1.800 testes disponíveis à população. Trata-se do exame que detecta anticorpos por meio de coleta sanguínea intravenosa, realizado pelo laboratório da Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde (SES).

Podem submeter-se aos testes crianças, desde que acompanhadas dos responsáveis, e adultos de todas as idades. Para isso, os interessados devem apresentar um documento de identidade (RG, CNH ou CPF) com foto. Já as crianças devem possuir CPF, que precisa ser apresentado no momento da inscrição.

 

Transporte coletivo

“A ação verifica como está a circulação do vírus da Covid-19 na população que usa o transporte coletivo e quantos são aqueles que possuem anticorpos para a doença”, explica Ana Paula Diegues, coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde.

Já foram testados os trabalhadores do trânsito e do transporte da cidade, incluindo-se os motoristas de ônibus, funcionários da Urbes, entregadores por aplicativo e de motocicleta. O objetivo da ação é checar se os usuários rotineiros do transporte coletivo já tiveram a doença, inclusive aqueles que não manifestaram sintomas.


Mais Notícias