Campanha “A Fome não é Fake” entrega mais 448 cestas básicas nesta sexta (7)

Sorocaba 07 maio / 2021 às 17:53

A Secretaria da Cidadania (Secid) realizou, nesta sexta-feira (7), a entrega de mais 448 cestas básicas da campanha #AFOMENAOEFAKE, no bairro Parque São Bento 2.

A campanha é uma iniciativa do Fundo Social de Solidariedade (FSS), em parceria com a Secid, instituições religiosas de todas as denominações e conta com a participação de entidades, empresários e toda a população empenhada em ajudar famílias em situação de vulnerabilidade social, especialmente neste momento crítico causado pela pandemia.

Ao todo, durante o mês de abril até agora (07/05), já foram doadas 10.658 cestas básicas para famílias de todas as regiões da cidade, cadastradas previamente via Secid ou pela rede CRAS (Centro de Referência em Assistência Social).

O auxílio oferecido tem sido essencial para famílias, como a da dona de casa Sueli Aparecida Silveira. “Moram três pessoas na casa da frente e duas na dos fundos. Estamos fazendo as refeições todos juntos, para fazer render mais os mantimentos. Meu irmão está desempregado e minha mãe está doente. A situação de trabalho piorou muito com a pandemia. Por isso, essa cesta básica que estamos recebendo vai nos ajudar bastante”, ela contou.

Na família de Janaína Galdino Vieira são quatro pessoas. “Quem me avisou sobre a doação de cestas foi um amigo da família, que me ajudou, ligando para o CRAS e, agora, já estou recebendo”, diz Janaína. Separada recentemente do marido, ela relata que ainda não sabe como vai fazer para dar conta, sozinha e sem trabalho por enquanto, da criação dos três filhos, um de 19 anos, outro de 10 e o mais novo de um ano. “Para vir aqui buscar a cesta básica, deixei meu bebê com uma conhecida. Foi a primeira vez que me separei dele.”

Janaína Cristina Galdino também ficou desempregada durante a pandemia. Precisa cuidar sozinha da filha, de seis anos, e está ajudando um irmão, também sem emprego neste momento. “Ele só está conseguindo bicos, mas não é sempre que tem”, fala.

Na casa de Jessi Cristina Fonseca, são seis pessoas para alimentar. Todos adultos e ficaram sem trabalho nos últimos meses, em razão da pandemia. “Eu faço faxina, mas diminuiu muito. Meu marido é pedreiro, só que descobriu recentemente que está com problema no coração. Não está podendo fazer esforço e, por isso, fica difícil arrumar trabalho”, ela lamenta.

O casal Maria de Fátima e Aparecido Preto também aguardava para levar para casa a cesta básica. “Recebo o bolsa-família, mesmo assim, é difícil. Os alimentos retirados aqui vão nos ajudar muito”, assegurou.

“As igrejas, de diferentes denominações, estão nos auxiliando muito a fazer essa distribuição rápida para as famílias”, informa o secretário da Cidadania, Clayton Lustosa. “Além disso, a celeridade dessas ações se deve à grande solidariedade do povo sorocabano, que tem contribuído muito com a campanha nos postos de vacinação, assim como aos voluntários, que participam na seleção dos alimentos, embalagem e distribuição das cestas básicas”, ele completa.

O prefeito Rodrigo Manga também participou da distribuição e conversou com vários munícipes. “Estamos vendo o quanto a distribuição dessas cestas tem sido importante para muitas famílias. E, também, que tem aumentado a quantidade de pessoas que necessitam desse auxílio. Queremos ajudar, não só nesta situação momentânea, mas também trabalhar para a recuperação de empregos e da economia em nossa cidade”, afirmou o prefeito.


Mais Notícias