Municípios paulistas recebem equipamentos do PAC 2

Região 03 jul / 2014 às 11:36

O Governo Federal finalizou hoje (2 de junho) em Sorocaba (SP) a entrega de equipamentos doados a cidades dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), que contemplou 5061 cidades brasileiras nos últimos dois anos e meio. A solenidade foi realizada na sede da CNH Industrial com a entrega de 192 equipamentos (retroescavadeiras e motoniveladoras) para 521 municípios paulistas de até 50 mil habitantes.

Em todo o Brasil, foram entregues dentro desse projeto 18071 equipamentos a 5061 prefeituras brasileiras. O investimento total superou os R$ 5 bilhões. Somente em São Paulo, foram R$ 430 milhões.

Os prefeitos das cidades beneficiadas são unânimes em dizer que, sem a ajuda do Governo Federal, seria impossível comprar uma única máquina. “Esse é o tipo de depoimento que mostra o quanto a zona rural tem crescido no Brasil e, em contrapartida, deixa clara a necessidade de fomento aos trabalhadores rurais”, disse a deputada Iara Bernardi (PT), que participou da solenidade.

Dados do governo federal informam que esses equipamentos visam à melhoria na qualidade de vida de mais de 970 mil habitantes da zona rural paulista, sendo aproximadamente 120 mil agricultores familiares. O ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, diz que todos os programas do Ministério do Desenvolvimento Agrário e do Governo Federal têm como objetivo central melhorar a vida dos brasileiros, com a garantia de mais direitos e melhor distribuição de renda. “E esse programa tem um recorte muito importante porque contempla localidades em que a economia é basicamente agropecuária”, pontuou.

O diretor do PAC Equipamentos, Marco Antônio Viana Leite, presente na solenidade como representante do ministro do Desenvolvimento Agrário, ressaltou que o estado vem ganhando duplamente com o PAC 2, desde a fabricação das máquinas até a doação das mesmas aos agricultores paulistas. “Mais de 50% das máquinas – acima de 10 mil – foram fabricadas em São Paulo”, observou ele.


Mais Notícias