Com paralisação das merendeiras, creches da Zona Norte servem bolacha e água

Educação 06 abr / 2015 às 16:35

O anúncio de greve, prevista para terça-feira (7) e a paralisação das merendeiras  da rede municipal na manhã desta segunda-feira (6) teve reflexos imediato nos CEIs, os Centros de Educação Infantil de Sorocaba.

Na Zona Norte, há relatos de pais de alunos de várias instituições. De acordo com eles, houve distribuição de apenas bolacha com água. “Deram bolacha com água de merenda. Isso é um absurdo. Eu fico indignada com essa situação. Tanto dinheiro para servir isso”, argumenta Aline Ferreira de Oliveira. “O pior é que não dá para as crianças ficarem faltando”, completa.

Ainda de acordo com os pais, a situação pode piorar. “Eles não garantiram que terá isso amanhã. É uma situação vergonhosa”, reclama Maria Aparecida Souza Santos, que tem um filho da CEI 53, na Vila Formosa.

Alguns pais já pensam em não levar os filhos enquanto a situação não for resolvida. “Precisa normalizar as coisas. Estou pensando de não trazer o meu filho até que a greve acabe. Amanhã vou ligar antes de vir”, afirma Silvério Paulleti, pai de outra criança da mesma unidade.

A Prefeitura de Sorocaba não comentou a situação até a publicação desta reportagem.

 

Sobre a greve

O estado de greve das merendeiras foi deflagrado no início da manhã desta segunda-feira (06), e envolvem as trabalhadoras da ERJ. As profissionais fizeram um protesto no centro da cidade.

De acordo com o sindicato, a paralisação é motivada pelos frequentes atrasos nos pagamentos feitos pela empresa ERJ. A greve deverá ocorrer por tempo indeterminado.


Mais Notícias