Prefeitura recebe doação de dispositivos de tecnologia assistiva para cegos e deficientes visuais

Cultura 03 maio / 2021 às 15:15

A Prefeitura de Sorocaba recebeu, na manhã desta segunda-feira (3), na Biblioteca Municipal “Jorge Guilherme Senger”, a doação de dois dispositivos de tecnologia assistiva para cegos e deficientes visuais.

A doação, realizada pelo grupo BOS (Banco de Olhos de Sorocaba), foi destinada às Secretarias da Cultura e Educação. Um dispositivo ficará disponível na Biblioteca Municipal e outro, para os estudantes da rede municipal de ensino que necessitem. A primeira unidade escolar a usar o equipamento será a E.M. “Leonor Pinto Thomaz”, que possui estudantes com cegueira e deficiência visual.

No ato simbólico da doação, estiveram presentes o prefeito de Sorocaba, Rodrigo Manga, os secretários Marcio Carrara, da Educação (Sedu); Luís Antônio Zamuner, da Cultura (Secult) e Fernanda Burattini, de Comunicação (Secom), além do diretor-presidente do grupo BOS, Sérgio Gabriel; o diretor-tesoureiro, Pascoal Martinez Munhoz; a gestora da Associação Sorocabana de Atividades para Deficientes Visuais (ASAC), Yara Maria de Araújo Silva; o escritor sorocabano Maurício Dell’Osso e a orientadora pedagógica da E.M. “Leonor Pinto Thomaz”, Adriana Ribeiro.

O secretário da Educação, Marcio Carrara, explicou que o dispositivo ficará à disposição de toda a rede. “O aparelho será usado de forma itinerante, para que todos os estudantes com deficiência visual da nossa rede possam desfrutar de suas facilidades. Esse é um momento muito importante para a Educação, pois ajudará nossos alunos a mergulharem no mundo da escrita e, com isso, se apropriarem, cada vez mais, das informações que os cercam”, salientou.

O prefeito Rodrigo Manga celebrou mais uma importante parceria da iniciativa privada com o Poder Público. “Essa doação mostra, mais uma vez, como a parceria com empresas privadas é fundamental para influenciar, de maneira muito benéfica, na vida da população. Estes dispositivos trarão impactos grandiosos na Educação, Cultura e na área social da cidade. Só temos a agradecer ao BOS por esta grande atitude”, comemorou.

Também presente na cerimônia, o auxiliar de escritório e colaborador do BOS há cerca de um ano, Luiz Carlos Queiros Junior, que é deficiente visual e foi o primeiro a testar o aparelho, fez uma demonstração de reconhecimento facial com o dispositivo. Ele se posicionou em frente ao prefeito e o aparelho reconheceu o chefe do Executivo, citando seu nome.

“Ficamos muito realizados com essa contribuição, pois esse dispositivo proporcionará autonomia e ganho de tempo ao usuário, não só facilitando, como também revolucionando a vida dessas pessoas”, enfatizou o diretor-presidente do grupo BOS, Sérgio Gabriel.

De acordo com o diretor tesoureiro do BOS, Pascoal Martinez Munhoz, a doação será muito bem aproveitada pela Prefeitura. “Depositamos grande confiança nesta administração, por isso realizamos essas entregas. Temos a certeza de que a Prefeitura conduzirá muito bem o uso desses dispositivos”, frisou.

“Fico muito feliz com o uso da tecnologia voltada para inclusão das pessoas que necessitam. No futuro, tenho muita esperança de que a tecnologia possa atender a todos”, disse o secretário da Cultura, Luís Antônio Zamuner,
O escritor de obras infantis Maurício Dell’Osso, que já testou o equipamento na leitura de alguns de seus livros, aproveitou a oportunidade e também doou alguns exemplares para a biblioteca, assim como para uso dos estudantes da rede municipal.

O dispositivo

Trata-se de um equipamento tecnológico intitulado OrCam MyEye, que foi desenvolvido em Israel, em 2010. É um dispositivo avançado de tecnologia assistiva vestível, dotado de uma câmera inteligente intuitiva acoplada à armação dos óculos do usuário.

O sistema registra uma foto do que está à frente, fazendo reconhecimento de faces, gravando até 150 rostos, além de auxiliar a identificar as pessoas ao redor. Informa, também, o gênero e idade das pessoas e pode ler textos em português, inglês e espanhol.

Por ser equipado com LEDs, pode operar também no escuro. Possibilita, ainda, atualizações pela internet, que funcione completamente off-line e identifique produtos previamente gravados, detectecores em roupas, objetos, dentre outras funções.

O dispositivo possui reconhecimento automático de notas de dinheiro e informa a hora, sempre que o usuário fizer o gesto de olhar para o pulso, como se estivesse usando um relógio. Outra funcionalidade é o reconhecimento de código de barras, o que torna mais inclusiva a ida ao mercado e às lojas.


Mais Notícias