Mímicos fizeram ação em faixas de pedestres da av. Juscelino Kubitschek

Trânsito 08 jun / 2018 às 17:39

Mímicos da Urbes que atuam no Programa “Faixa Viva” estiveram nesta sexta-feira (8) na avenida Juscelino Kubitschek, na altura da rua Major João Lício. A ação de Educação para o Trânsito, que ocorreu de manhã e à tarde, teve como intuito orientar os pedestres a utilizarem a faixa de travessia e também os motoristas a respeitarem a faixa de pedestre, promovendo a segurança de todos.

O programa atende a lei municipal nº 10.446, de 2 de maio de 2013, e visa conscientizar os condutores de priorizar o pedestre em sua travessia. Além disso, garante o cumprimento do artigo 70 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) – Lei federal nº 9.503 de 23/09/97 -, que assegura aos pedestres que estiverem atravessando a via sobre as faixas delimitadas para esse fim a prioridade de passagem, exceto nos locais com sinalização semafórica.

O pedestre deve obedecer à sinalização de trânsito específica e somente andar na faixa própria. No semáforo, ele deve esperar até que o sinal feche para os carros. Para a travessia em faixa sem semáforo, o pedestre, ainda na calçada, pode estender o braço com a palma da mão, e só atravessar quando os carros pararem.

Já os motoristas devem reduzir a velocidade do veículo ao avistarem uma faixa de pedestre e, quando houver um pedestre indicando querer atravessar, parar o veículo para que ele atravesse com tranquilidade e segurança.

Para o aposentado Flávio Vieira, de 70 anos de idade, é muito importante esse trabalho de conscientização. “Nessa parte da avenida não tem sinalização semafórica e dificulta a nossa passagem. Esse panfleto entregue aos pedestres facilita no entendimento e em como se manter seguro”, afirmou.

A escriturária do Hospital Regional de Sorocaba, Cláudia, de 42 anos de idade, também considera a iniciativa muito importante, pois leva conscientização para os pedestres e os motoristas. “Nos traz segurança, já que a campanha conta com os mímicos e agentes para ajudar na hora de atravessar”, garante.


Mais Notícias