Sepod investe em Prevenção, Mapeamento e Acolhimento

Sorocaba 15 maio / 2019 às 16:25

A Secretaria de Políticas sobre Drogas (Sepod) da Prefeitura de Sorocaba, uma das pioneiras no Brasil com enfoque nesse tema, marcou seus primeiros meses de funcionamento com atividades externas com o objetivo de mapear os focos de consumo de entorpecentes na cidade. As ações da secretaria normalmente são realizadas de forma integrada com outras pastas, como a de Saúde (SES), de Igualdade e Assistência Social (Sias), de Segurança e Defesa Civil (Sesdec).

As operações, antes coordenadas pela Sesdec e Sias com o propósito de garantir segurança e abordar pessoas em situação de rua – “Mais Centro” e a “Operação Dignidade” –, agora também são executadas com o viés de prevenção às drogas. Segundo o secretário José Humberto Urban Filho, as operações, agora realizadas pelas três pastas, são indispensáveis na coleta de dados sobre o uso de entorpecentes e das áreas marcadas como ponto de uso na cidade, além de aproximar a equipe das realidades dos usuários.

Tendo como fundamentos principais a prevenção, o mapeamento e o acolhimento, a Sepod age com a intenção de cumprir sua missão através de ações integradas a outras secretarias para sistematizar informações relacionadas aos usuários e cenas de uso que são aplicadas para o desenvolvimento de políticas públicas de prevenção e atenção às famílias e aos dependentes.

Outro destaque da pasta é o recém lançado programa “Oportunidade para o Futuro” que em parceria com o Ministério da Economia possibilitará a inserção e reinserção de jovens em situação de vulnerabilidade social no mercado de trabalho com o propósito de se prevenir riscos.

Outras políticas de prevenção também estão em vias de serem realizadas, a previsão é de que crianças e adolescentes de toda a rede municipal de ensino participem do programa “Jovem Cidadão”, em que o corpo docente será capacitado, por meio da Sedu, para incluir pautas conscientizadoras no currículo escolar. “Sabemos que todos os jovens têm sonhos de evolução profissional e pessoal. Nossa intenção é de mostrar que esse futuro não é compatível com uma vida cheia de danos causados por dependência química e psicológica”, explica o secretário.

O secretário Urban também ressalta os trabalhos anteriores à implantação da Sepod, que foram realizados pelas outras Secretarias e tiveram bons resultados na retenção ao crescimento de uso de drogas nas ruas. “Apesar do consumo de entorpecentes ser uma realidade visivelmente preocupante no Brasil inteiro, nunca vimos a formação de uma ‘cracolândia’ em Sorocaba às proporções de outras cidades”, conclui ele.


Mais Notícias