Sorocaba ofereceu mais de 80 mil atendimentos nas 32 UBSs em maio

Saúde 28 jun / 2018 às 11:53

Mais de 17 mil pessoas não compareceram aos agendamentos

 

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Saúde (SES), ofereceu no mês de maio 80.114 agendamentos à população de Sorocaba nas 32 Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Apesar de todas as dificuldades que a saúde pública enfrenta no Brasil, um fato chama a atenção da SES: desse total, 22,25% desses atendimentos agendados não foram realizados por conta de faltas, ou seja, 17.828 pessoas não compareceram à consulta ou ao exame.

O número é considerado elevado para a secretária de Saúde, Dra. Marina Elaine Pereira, que lamenta a porcentagem de absenteísmo. “Sabemos das dificuldades para oferecer um atendimento de qualidade na saúde pública, mas essa gestão vem se esforçando cada vez mais para que ocorra melhorias. É uma pena o número de faltas, precisamos que a população se conscientize para não faltar à consulta, gerar prejuízos e tirar a vaga de alguém”, ressalta a titular da pasta.

De acordo com a SES, essas consultas oferecidas integram as seguintes especialidades: clínico geral, ginecologista, pediatra, dentista, enfermeiro e equipe multiprofissional. Dentre as unidades com maior falta, a UBS São Bento lidera com 954 faltas, seguida da Nova Sorocaba (884 faltas) e Sorocaba I, com 880 ausências. Já as três unidades com o menor número de absenteísmo são: Brigadeiro Tobias e Rodrigo com 119 faltas cada um e Sabiá com 178 faltas.

 

Prejuízos com as faltas

De acordo com a SES, o absenteísmo compromete a capacidade de marcação de consultas de uma unidade de saúde, dificulta o acesso de outros usuários ao sistema de saúde, acarreta aumento do prazo de espera para a realização de uma determinada consulta e gera gastos financeiros, haja vista que o serviço é pago pelo município mesmo quando o usuário não comparece a um atendimento agendado.

“Mais do que prejudicar o dia de atendimento, as faltas injustificadas de pacientes sem qualquer comunicação prévia em consultas ou exames agendados compromete a eficiência do serviço. Ou seja, quem falta às consultas sem aviso prévio acaba tirando a oportunidade de outra pessoa que também está aguardando”, explica a gestora da Atenção Básica, Fernanda Coradini.

 

Policlínica teve 15,86% de faltosos em maio

Na Policlínica Municipal de Especialidades “Dr. Edward Maluf”, a realidade foi um pouco diferente das 32 UBSs. No mês de maio foram agendados 16.420 pacientes para as consultas com especialistas, mas 2.604 faltaram no atendimento. Isso representa 15,86% de absenteísmo.

Para que os usuários não sejam prejudicados, as UBSs recebem as vagas da Central de regulação por um sistema informatizado e por e-mail. A unidade agenda a consulta ou exame, imprime a filipeta de comprovação do procedimento e ligam para o paciente comparecer na UBS em até 48 horas para retirar a guia. Caso o paciente não compareça após o contato telefônico, a vaga é disponibilizada para outro cidadão.


Mais Notícias