Escorpiões voltam a aparecer em residência e preocupa moradores

Saúde 23 ago / 2019 às 12:26

Os acidentes envolvendo animais peçonhentos são uma grande preocupação da população, por isso, um grupo de moradores do Jardim Guadalajara tem alertado para o aparecimento de escorpiões nas residências do bairro. Mesmo durante o período de inverno, por conta das altas de temperatura, os casos envolvendo o animal já começam a surgir.  

Os escorpiões são um tipo de aracnídeo comum na região tropical e subtropical, como a cidade de Sorocaba. De acordo com o Ministério da Saúde, as espécies mais comuns no Brasil são o escorpião amarelo – T. serrulatus– e escorpião marrom- T. Bahiensis 

De acordo com um levantamento divulgado pela Prefeitura Municipal de Sorocaba, a cidade já registrou 438 casos de aparição do aracnídeo. Em 2018 pelo menos 130 pessoas foram picadas pelo bicho. Uma moradora do Guadalajara, destacou que mesmo sem ambientes de proliferação, os animais continuam aparecendo. “No Guadalajara apareceu esse no quintal de uma amiga. Esse vermelho apareceu ontem. No condomínio que ela mora não tem matagal em volta, não tem casa abandonada, a gente não sabe de onde está aparecendo,” relatou a moradora.

Ainda segundo a prefeitura, os bairros como Santa Esmeralda, Wanel Ville e Santa Rosália são um dos pontos principais de aparição do animal peçonhento. Apesar os casos de escorpiões nas residências, o município não tem registros de óbito por conta de picadas. 

Sintomas da picada

A maioria dos acidentes com escorpiões é leve, tem início imediato e dura pouco tempo. Pode haver dor, vermelhidão, inchaço, piloereção (pelos em pé), suor excessivo entre outros sintomas. Algumas pessoas também podem apresentar movimentos musculares involuntários, como contrações. O perigo do veneno é maior para grupos de risco como crianças, idosos e pessoas alérgicas. Nesses casos é possível que seja necessário o uso de soroterapia no tratamento.  

Para manter a proliferação do aracnídeo a prefeitura divulgou uma série de cuidados a serem tomados pelos munícipes. “A Secretaria de Saúde (SES), solicita aos munícipes que fiquem atentos em suas residências, como se lembrar de afastar os móveis há pelo menos um palmo da parede, verificar roupas e calçados antes de usá-los, usar tampas estilo “abre e fecha” em ralos e manter fechado quando não estiver usando, vedar frestas de portas e janelas, além de proteção em interruptores, evitar o acúmulo de sujeira e lixo e nunca tocar em um escorpião,” instrui a municipalidade.

A SES orienta que caso uma pessoa seja picada ela deve receber imediatamente atendimento médico, que pode ser buscado nas Unidades Básicas de Saúde, Pronto Atendimentos, Unidades Pré-Hospitalar ou Unidades de Pronto Atendimento. Tratamentos com soro antiescorpiônico estão disponíveis no Conjunto Hospitalar de Sorocaba.

Quem se deparar com o animal peçonhento em casa pode entrar em contato com a Ouvidoria do Município pelo whatsapp, através do número (15) 99129-2426, das 8h às 17h. 


Mais Notícias