Campanha contra o sarampo tem início nesta segunda-feira em Sorocaba

Saúde 04 out / 2019 às 16:30

 partir desta segunda-feira (7), a Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Saúde (SES), inicia a campanha contra o sarampo nas 32 Unidades Básicas de Saúde (UBSs). A realização tem como prioridade vacinar crianças a partir de 6 meses e com menos de 5 anos que ainda não foram imunizadas.

A vacina tríplice viral aplicada na campanha protege contra sarampo, rubéola e caxumba. No sábado, dia 19, haverá o “Dia D”, nas UBSs das 7h às 17h para facilitar o acesso das pessoas que possuem dificuldade de comparecer durante a semana. Até o momento, Sorocaba registrou 40 casos confirmados de sarampo. O primeiro caso aconteceu em maio deste ano. Antes disso, o último registro da doença na cidade foi em 1999.

De acordo com a SES, as crianças entre seis e 11 meses de idade devem ser vacinadas. Após completarem um ano, essas mesmas crianças precisarão se imunizar novamente com a vacina SCR. E, aos 15 meses, deverá ser feita a vacinação da Tetraviral (SCR-Varicela). O intervalo mínimo entre a vacina SCR aplicada nos menores de um ano de idade e a dose da vacina SCR aplicada a partir de 12 meses, deverá ser de 30 dias.

Além desse público, o esquema vacinal contempla pessoas entre 1 e 29 anos de idade (duas doses com intervalo mínimo de 30 dias) e pessoas entre 30 e 59 anos de idade (uma dose). Cidadãos com 60 anos ou mais não precisam ser vacinados, pois essas pessoas já podem ter entrado em contato com o vírus e, por isso, estar imunes ao sarampo. Os indivíduos que não tiverem como comprovar que receberam vacinas recomendadas conforme calendário de vacinação, deverão comparecer nas UBSs para atualização de todas as vacinas, inclusive a de sarampo.

Para consultar o endereço e o horário de funcionamento dessas unidades, basta acessar o link – https://servicos.sorocaba.sp.gov.br/selu/#/ .

Contraindicações

A vacina é contraindicada para bebês com menos de 6 meses. A recomendação para os pais e responsáveis por crianças nessa faixa etária é evitar exposição a aglomerações, manter higienização adequada, ventilação adequada de ambientes, e sobretudo que procurem imediatamente um serviço de saúde diante de qualquer sintoma da doença, como manchas vermelhas pelo corpo, febre, coriza, conjuntivite, manchas brancas na mucosa bucal. Somente um profissional de saúde poderá avaliar e dar as recomendações necessárias.


Mais Notícias