Presidente do partido de Bolsonaro em Sorocaba critica manifestação do Campolim

Política 22 out / 2018 às 16:19

O presidente do Partido Social Liberal (PSL) de Sorocaba, Fernando Marques, publicou em suas redes sociais um vídeo em que criticou as manifestações de domingo (22), na praça Kasato Maru, no Campolim. Segundo ele, os manifestantes estavam mais preocupados em ser contrários ao Partido dos Trabalhadores (PT), e não em apoio ao candidato de sua legenda, Jair Bolsonaro. Segundo ele, a pregação de voto em branco, simplesmente para não votar no PT, é inadmissível.

“São oportunistas que aproveitam o momento de popularidade do nosso presidente para ficar mobilizando movimentos, que segundo eles, é apartidário. O movimento que organizou essa manifestação não apoiou Bolsonaro no primeiro turno e está se aproveitando”, disse Fernando.

Segundo o presidente do PSL, “o único movimento que eu participo é pró-Jair Bolsonaro. Eu me recuso em participar de qualquer movimento, nacional, estadual ou municipal, que tenha apenas o discurso PT-não, que prega voto em Branco. O momento do país é sério”, explicou, salientando ainda que “jamais vão me ver me solidarizando com pessoa que fala pra votar em branco. A única ferramenta da democracia que nós temos em nossas mãos é a urna, é o voto e se nós não usarmos, estamos perdidos”.

O Movimento Brasil Livre (MBL) de Sorocaba publicou, em sua rede social, vídeo em que rebatia a acusação de oportunismo, afirmando apenas que o movimento era de oposição ao PT. “Nós não compactuamos com nenhum político e não estamos preso a nenhum partido. Não serviremos de palanque político para ninguém, para nenhum candidato, nenhum figurão”, disse o representante do movimento, Paulo Braga.

Segundo o vídeo, não seria possível declarar voto em um ou outro candidato. “Nós não podemos, isso está vedado pela lei eleitoral (pedir voto). Mas vocês (os manifestantes) podem declarar voto em quem quiser”, explica no vídeo.

A manifestação de domingo, batizada pelo MBL de “PT Não, PT Nunca” contou com a participação do deputado estadual eleito pelo próprio PSL, Danilo Balas.


Mais Notícias