Gilmar Mendes nega recurso e ex-prefeito cassado José Crespo continua afastado do cargo

Política 17 abr / 2020 às 08:29

O Ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, negou o pedido impetrado pela defesa do ex-prefeito José Crespo (DEM), que pleiteava seu retorno ao cargo. A decisão foi publicada na manhã desta sexta-feira (17).
Anteriormente, a Procuradoria Geral da República (PRG), havia divulgado, em 18 de fevereiro, uma manifestação sobre a reclamação feito pela defesa democrata. A PGR avaliou como improcedente o pedido impetrado pelo democrata.
Gilmar Mendes decidiu, de maneira monocrática, que o prefeito cassado deve se manter afastado do cargo, uma vez que não vislumbrou irregularidades no decreto legislativo que cassou seu mandato.
José Crespo foi cassado, em 2 de agosto de 2019, pela Câmara Municipal de Sorocaba por irregularidades político administrativas no caso do falso voluntariado, que envolvia a ex-assessora Tatiane Polis.
Desde que foi afastado do Palácio dos Tropeiros o ex-prefeito vem tentando consecutivamente se recolocar no cargo. Anteriormente, em 12 de dezembro, a juíza da Vara da Fazenda Pública de Sorocaba, Karina Jemengovac Perez, negou um pedido do democrata para retornar a sua função.
Apenas seis dias após a negativa, novamente Crespo teve outro revés, à época, em 18 de dezembro deste ano, o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), negou um novo recurso impetrado pela defesa.
Ao todo, o democrata tentou se recolocar no cargo em cinco ocasiões diferentes, porém, acumulou reveses tendo todos os pedidos negados.


Mais Notícias