Com invasões e furtos, moradores da Zona Norte temem aumento da criminalidade na região

Polícia 09 fev / 2020 às 16:20

Com o início do ano de 2020, os moradores da região da Zona Norte de Sorocaba continuam lidando com um problema antigo, a falta de segurança, o aumento nos casos de invasões, furtos e assaltos a mão armada na região. Apesar da sensação de aumento na criminalidade relatado pelos munícipes, dados da Polícia Militar de Sorocaba mostram redução nas ocorrências.
Há mais de 15 anos vivendo no Jardim Guaíba, João Gonçalves teve a residência invadida na última terça-feira (04) à luz do dia. Na ocasião, os criminosos levaram dois aparelhos celulares. O morador explica que depois do crime a família vive com medo de uma nova invasão. “Agora é assim, nós vivemos com os cadeados nos portões o dia todo. Nunca imaginaria que com todo mundo dentro de casa alguém entraria e roubaria os celulares,” contou aposentado.
Segundo a Polícia Militar do Estado de São Paulo, Sorocaba registrou uma redução de 16% nos índices de criminalidade, totalizando 10.529 ocorrências, divididos entre 47 homicídios, 1.928 roubos, 6.873 furtos, 377 roubos de veículos e 1.304 furtos de veículos. O órgão estadual também disponibilizou dados sobre os resultados obtidos no ano passado. De acordo com a PM, de janeiro a dezembro do ano passado 1867 foram pessoas presas ou apreendidas – no caso de adolescentes- na prática de crimes, 751 veículos roubados foram recuperados e 81 armas de fogo apreendidas.
O Jornal Z Norte também procurou a Guarda Civil Municipal de Sorocaba para obter dados sobre as ocorrências de ordem criminal atendias pela instituição nos anos de 2018 e 2019, contudo, o órgão não enviou nenhuma resposta aos questionamos da reportagem.
Mesmo com o susto de ter a casa invadida e furtada, o morador afirmou que preferiu não registrar um boletim de ocorrência na polícia. “Você chega lá e está cheio de pessoas na mesma situação. Não vai resolver nada,” desabafou Gonçalves.
Proprietário de um bar na zona norte de Sorocaba, Paulo Cândido, conta que no fim do ano de 2019 teve o estabelecimento invadido por homens armados que roubaram o caixa e os clientes que estavam no local. “Me roubaram com resolver apontado aqui, levaram dinheiro, celulares das pessoas. Era uma 22h, estava cheio aqui,” relembrou o empresário, que garantiu que o motivo para não registrar a ocorrência foi o descrédito com as instituições policiais.
O delegado Dr. Acácio Leite, responsável pelo 8º DP Norte, explica a importância de as vítimas registrarem as ocorrências, para que as Polícias Civil e Militar possam, cada uma em sua alçada, realizar o trabalho em prol da segurança pública. “Uma das coisas que fazem as pessoas desistirem é a demora lá no plantão. Por isso, sempre que for possível é importante usar o Boletim Eletrônico. O Boletim de Ocorrência é importante na medida que é em cima dele que há um estudo de formas de agir no trabalho da prevenção. Se não tem o BO, não tem registro da ocorrência a polícia entende que está tudo bem naquela região. Nós trabalhamos em cima de números e estatísticas,” salientou o delegado.
Indo ao encontro do posicionamento do titular do 8º DP, a Polícia Militar elucidou que o policiamento ostensivo e preventivo é realizado por meio de planejamento estratégico e da análise dos índices criminais.

Crime no escuro
Um estudo realizado pelo instituto norte-americano Bureau Nacional de Pesquisa Econômica em parceria com a polícia metropolitana de Nova Iorque, nos Estados Unidos, apontou que a falta de iluminação pública pode corroborar para o aumento da criminalidade. De acordo com o experimento, em ruas da cidade com aumento de postes de iluminação, houve uma diminuição de até 36% na taxa de crimes cometidos no período noturno.
Com uma realidade diferente da cidade norte americana, Sorocaba parece ter apagado as luzes em alguns lugares da zona norte. De acordo com o Setor de Iluminação Pública da Secretaria de Serviços Públicos e Obras (SERPO), a cidade possui cadastrados 70.234 postes de iluminação, entretanto, nem todos estão acessos.
Sem iluminação em trechos da avenida Itavuvu, a municipalidade havia sido questionada sobre o fim das obras de reinstalação de serviço na região, mas não soube precisar quando as obras no local serão finalizadas.
A justificativa dada pelo Poder Executivo para a escuridão no local seria pelos furtos de fiação. Como adiantou o Jornal Z Norte, as estações do BRT na avenida Itavuvu haviam sido alvo de criminosos.
A Prefeitura foi indagada se havia a planos para implantar novos postes de luz e informou que a ação está condicionada a diversos fatores. “A solicitação de novos pontos também deve ser feita pelos canais de atendimento. Importante ressaltar que a Prefeitura elabora para este serviço projetos técnicos para aprovação junto à concessionária de energia. A execução do serviço de implantação do sistema depende de disponibilidade financeira e posterior licitação,” esclareceu em nota.
Ainda segundo o órgão municipal, os munícipes podem realizar pedidos de instalação e reparos de postes pelos canais da ouvidoria, pelo site http://www.sorocaba.sp.gov.br/atendimento/, via whatsapp (15) 99129-2426, pelo telefone 156, ou ainda pessoalmente, nas Casas do Cidadão.


Mais Notícias