Projeto Linha de Passe transforma adolescentes em atletas profissionais

Esportes 30 maio / 2018 às 19:04

É quase unânime entre meninos, principalmente na pré-adolescência, o sonho de ser um jogador de futebol. Exemplos como dos atacantes Neymar Jr, Gabriel Jesus, ou mesmo de jogadores internacionais, como Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, enchem a cabeça da garotada.

Mas o caminho não é fácil: exige disciplina, treino e muito estudo. E é isso que o projeto Linha de Passe tem o objetivo de oferecer aos seus alunos – que já são chamados e tratados como atletas profissionais. Paulo Vasconcelos é um dos diretores do projeto, e conta que os jovens se reúnem três vezes por semana, às segundas, quartas e sextas. “Fazemos o treino com bola e o sem bola também. Sempre mostramos o porquê de fazermos aquilo, e como isso vai agregar e dar sequência na carreira dele. Não só dentro, mas fora do campo”.

Isso porque, para o professor Paulo, o jogador de futebol é sempre visto como um espelho, e os atletas, mesmo jovens, precisam entender que o comportamento fora de campo pode influenciar. “Eu brinco que eles andam na cidade e ninguém conhece eles, mas de repente, depois de um gol, eles ficam conhecidos. Será que estão preparados para isso?”, questiona.

Atualmente são 11 jovens no projeto, que têm entre 15 e 18 anos. Outros dois, ainda, foram selecionados para clubes do interior do Estado – o Mauaense, de Mauá, e o Elosport, de Capão Bonito. Paulo explica que o projeto não é como uma escolinha de futebol: é o aluno quem os procura e passa por um teste, antes de participar dos treinos. “Nosso foco é a formação, então pegamos atletas que já têm uma noção. O foco aqui é realmente ser profissional”.

 

Vaidade

E para lidar com a vaidade e a personalidade de cada atleta, os participantes do Projeto Linha de Passe são acompanhados por uma psicóloga, que os ajuda a entender a importância do trabalho em equipe e superar possíveis decepções. “Se, por exemplo, a gente tem um teste no Flamengo, lá no Rio de Janeiro. Como um aluno vai sair daqui para ir até lá? Imagine só a ansiedade dele. E se de repente ele não é aprovado? Por isso temos a psicóloga”, explica. “Às vezes você não faz o gol, mas dá o passe para o outro fazer o gol. E pode acontecer de todo mundo lembrar de quem chutou, mas não do passe. A gente costuma dizer que todo mundo trabalha o todo, por um objetivo”.

 

Parcerias

E para providenciar ainda mais capacidade técnica e física aos seus atletas, Paulo agora está buscando uma parceria com uma academia, para treinos às terças e quintas. “É um treino diferenciado, então queremos fazer essa parceria, um ajudando o outro”, destaca. Além da psicóloga, o Projeto também conta com uma equipe de advogados, para gestão de carreira. “Quando o atleta realmente se torna profissional, a gente primeiro dá essa opção aos pais, para que a gente faça a gestão da carreira dele. Aí, junto com nossos advogados, assinamos um contrato. É tudo feito de maneira bem profissional”.

Os treinos acontecem no Haras Queen e, para mais informações, basta entrar em contato pelo telefone 99638-8595, ou na página oficial no Facebook: facebook.com/linhadepasse.sorocaba.


Mais Notícias