Átila Abreu faz as pazes com a vitória e vence segunda corrida em Cascavel

Esportes 21 out / 2019 às 10:51

Sorocabano repete triunfo de 2018 e agora passa a ter 15 troféus de primeiro colocado em sua carreira na Stock Car

 

O sorocabano Átila Abreu conquistou neste domingo sua 15ª vitória na Stock Car ao vencer a segunda corrida da rodada dupla de Cascavel, no Paraná. O piloto da equipe Shell V-Power, que já havia triunfado no circuito na temporada do ano passado, obteve sua primeira vitória em 2019.

Largando em 11º na corrida 1, Átila galgou terreno nas primeiras voltas e, com uma estratégia de retardar ao máximo seu pit stop obrigatório, subiu para sétimo. No fim o sorocabano garantiu o oitavo lugar, que lhe dava a terceira posição no grid invertido da prova 2.

Abreu fez uma largada precisa na segunda corrida e manteve o terceiro lugar. Após acompanhar Valdeno Brito no começo, Átila deu o bote para assumir o segundo lugar, antes da janela obrigatória de reabastecimentos.

Ao retardar a parada, como na primeira corrida, o piloto do carro #51 assumiu pela primeira vez a liderança e a manteve depois do pit stop. Nas voltas finais, após administrar o uso dos botões de ultrapassagem, o piloto da Shell V-Power só administrou a vantagem para os concorrentres.

Neste domingo, Átila Abreu não venceu apenas na pista, já que foi um dos premiados com o Fan Push, um acionamento adicional do botão de ultrapassagem na segunda corrida.

O sorocabano volta à pista daqui a três semanas, com a etapa do Velo Città, na cidade paulista de Mogi Guaçu.

 

O que disse Átila Abreu:

“Estou muito feliz! Foi um ano muito complicado desde o acidente no começo do ano. Sempre fui acostumado a andar no pelotão da frente, mas esse ano, por causa de todos os problemas, estamos um pouquinho atrás. Depois do acidente tivemos dois terceiros, caímos de performance, mas em Cascavel começou andando bem em todos os treinos. Na classificação erramos um pouquinho e deixamos a desejar, abusamos um pouco no acerto para tentar a pole e pagamos o preço. Largando em 11º, tivemos de jogar com a estratégia. Quando terminou a primeira corrida pensei que deveríamos ter reabastecido mais. Na corrida 2, o (Rafael) Suzuki abriu muito no começo, eu era um pouco mais rápido do que o Valdeno (Brito) e economizei um pouco de push. Ele deu uma errada, e passei sem o push. Isso foi importante, e consegui abrir. Sabia que o Thiago (Camilo) teve uma punição na primeira corrida e abasteceu mais, por isso sabia que a briga seria com ele e o Suzuki. O Suzuki teve um problema, e ficamos o Thiago e eu. Ele veio chegando, mas talvez ele tenha ficado sem pneu, o que aconteceu comigo também. Optei por não trocar o dianteiro e no fim fiquei com medo de estourar. Ainda bem que o Thiago perdeu um pouco o ritmo e deu para economizar também. Queria agradecer a todos que votaram no Fan Push e torceram!.


Mais Notícias