Sorocaba terá Virada Cultural com shows de Maria Rita e Margareth Menezes

Entretenimento 22 nov / 2018 às 17:30

Neste sábado e domingo (24 e 25), os sorocabanos vão poder conferir os shows gratuitos da Virada Cultural Paulista 2018 no Parque das Águas, localizado na avenida Dom Aguirre, s/nº, no Jardim Abaeté. Entre as principais atrações estão a Velha Guarda Musical da Vila Isabel, Margareth Menezes, Clube do Balanço, Maria Rita e o rapper Boy Killa.

A Virada Cultural Paulista é uma realização do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, em parceria com a Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Secultur).

Para o secretário de Cultura e Turismo, Werinton Kermes, as atrações vão atender os mais variados gostos, com artistas consagrados do cenário musical. “Esperamos a população para prestigiar esse evento importante que já faz parte do calendário cultural do Estado de São Paulo”, convida o titular da pasta.

Realizada desde 2007, o evento promove a circulação de programação artística em todas as regiões do Estado de São Paulo, chegando a cerca de 25 cidades a cada edição. Enquanto o Estado arca com todos os custos de contratação dos artistas e monta a programação cultural, as prefeituras bancam todo o investimento na montagem da infraestrutura de palco, som e luz.

Além de Sorocaba, a Virada Cultural passará neste fim de semana por Bauru, Botucatu, Registro, Santa Bárbara D’Oeste, São Caetano do Sul e Joanópolis.

 

Sábado

A programação tem início no sábado, às 17h, com o grupo local Salada Samba Rock. Na sequência, às 18h30, sobe ao palco a cantora Lys Araújo, com o show Tributo a Clara Nunes. O espetáculo trará a obra e a biografia da cantora cuja breve carreira, de apenas 17 anos, fez dela uma das estrelas da MPB. Lys Araujo se apresentará com Jarbas Hannickel (percussão/backing/narrativas), Rodrigo Thay (percussão), Edvaldo Rossi (percussão), Fabinho Sete Cordas (violão 7 cordas), Artur Macedo (cavaquinho) e Lysbeth Araújo (backing).

Já às 20h, quem for ao Parque das Água poderá conferir a apresentação de Boy Killa, rapper da zona Sul de São Paulo, nascido e criado na região do Capão Redondo. Convivendo com música desde criança, iniciou em 2002 o grupo “Muralha Sul”. Em 2008 participou da Mixtape “O jogo é hoje”, projeto da Nike que reuniu importantes nomes do rap nacional e contou com a direção de Mano Brown. Também participa anualmente do evento 100% Favela, considerado o maior festival de Rap do Brasil. Em suas últimas parcerias, constam nomes como Big da Godoy, Mano Brown, Coruja Bc1, Rodrigo Cartier, Rincon Sapiencia, Mc Dede, entre outros. Atualmente, trabalha com o grupo Racioniais Mc’s.

Em seguida, às 21h30, a tradicional Velha Guarda de Santa Isabel vai apresentar um show que fará passeios musicais pelas canções de ilustres compositores como Noel Rosa, Martinho da Vila, Braguinha e outros grandes nomes. Os integrantes são: Adilson da Vila (cantor), Luis Carlos (cavaco), Vinicius Magno (violão), Hudson Almada (baixo), Marinho (sax), Beto (surdista), Hugo (batera), PC (percussão geral), Juju Bragança (cantora e ritmista).

Para encerrar a noite, a cantora Margareth Menezes subirá ao palco da Virada Cultural às 23h. Ela apresentará o show Afropop, que reúne no repertório os seus principais sucessos. O ponto de partida é a música Faraó, gravada em 1987, uma época em que a cantora baiana era uma atriz iniciante e foi convidada e convencida por Djalma Oliveira a gravar a música de Luciano Gomes. Sucesso como tema do Carnaval do Olodum, a música foi a principal faixa do primeiro disco, que vendeu mais de 100 mil cópias.

 

Domingo

Já no domingo, a programação tem início às 15h30, com Carlos Madia e banda. No espetáculo “Mais Tudo”, o público poderá conferir músicas de várias épocas da vida do compositor, cantor e violonista Carlos Madia, que neste ano completou 30 anos de carreira. Dois grandes músicos e parceiros o acompanharão neste show: Luiz Anthony (bandolim, violoncelo e guitarra) e Gustavo Marques (guitarra).

Às 17h, tem apresentação do Clube do Balanço, banda de samba rock que nasceu em 1999. Inicialmente, eles se uniram apenas para fazer uma festa, mas em pouco tempo já mobilizavam centenas de pessoas que nunca tinham ouvido falar desse estilo musical. A banda tem três discos gravados e já se apresentou em 15 países da Europa, além de Nova Zelândia, Austrália, Singapura e China.

Para finalizar a Virada Cultural 2018, às 18h30, a cantora Maria Rita sobe ao palco do Parque das Águas. A artista começou a cantar aos 24 anos. Seu disco de estreia, lançado em 2003, vendeu mais de um milhão de cópias. O primeiro DVD, que saiu no mesmo ano, alcançou marca de 180 mil cópias.

Neste ano, ela lançou seu sétimo disco de estúdio “Amor e Música”. Com direção e produção da própria cantora, o álbum apresenta 12 faixas, compostas por amigos e parceiros, como Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz, Marcelo Camelo, Carlinhos Brown, Moraes Moreira, Davi Moraes e Pretinho da Serrinha, entre outros, incluindo a inédita “Samba e Swing” – de Oscar da Penha (1924 –1997), o Batatinha, poeta do samba de Salvador (BA) – que a cantora recebeu diretamente das mãos da família do compositor.

 

Programação

 

Dia 24 de novembro (sábado)

17h00 – Salada Samba Rock

18h30 – Lys Araujo (tributo a Clara Nunes)

20h00 – Boy Killa

21h30 – Velha Guarda Musical da Vila Isabel

23h00 – Margareth Menezes

 

Dia 25 de novembro (domingo)

15h30 – Carlos Madia e Banda

17h00 – Clube do Balanço

18h30 – Maria Rita


Mais Notícias