“Matheus Maylasky” realiza atividades Étnico-raciais

Educação 02 dez / 2019 às 18:20

Os estudantes da Escola Municipal “Matheus Maylasky” participaram, ao longo deste ano, de uma série de atividades educativas voltadas para a temática das Relações Étnico-raciais. Definida coletivamente como Projeto Institucional, a equipe escolar abordou o tema separando os conteúdos por semestre.

O primeiro semestre teve como foco os povos indígenas, culminando com a vinda dos povos da tribo Sabuká Kariri Xocó, além de momento cívico com representação das contribuições dos povos afro-indígenas, por meios dos costumes ancestrais de comemorar as colheitas em festas.

Já no segundo semestre foi abordado, por meio de atividades diversificadas, o tema Africanidades. Para tanto, a escola contou com a parceria da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) que lançou mão do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID).

Um dos trabalhos executados pelos bolsistas do PIBID, do curso de Licenciatura de Matemática da UFSCar, consistiu em uma abordagem artística a fim de que os alunos utilizassem conceitos de simetria e rotação para criar desenhos que se aproximassem com as estampas que o Povo Iorubá produz.

O jogo africano “Mankala” também foi escolhido para contribuir no raciocínio lógico. Este projeto foi desenvolvido com as turmas dos nonos anos e depois aberto aos outros alunos interessados em participar. A “Mankala” possui diversas variações em suas regras e formas de se jogar, que consistem basicamente em plantar grãos nos campos e posteriormente juntar a maior quantidade possível para o seu armazenamento.

O envolvimento da escola com a Educação das Relações Étnico-raciais foi tamanho, que houve participação do projeto fundamentando a formação continuada dos professores nos Horários de Trabalho Pedagógico (HTPC). Após as atividades, a escola teve os trabalhos expostos trazendo um colorido especial em diversos cantos da unidade, sobretudo no vagão de passageiro que fica na escola.


Mais Notícias